• Home page
  • >
  • Blog
  • >
  • Saiba o que é o refinanciamento de empréstimo consignado

Saiba o que é o refinanciamento de empréstimo consignado

Publicado:

O empréstimo consignado possui taxas de juros mais baratas, tendo em vista outros tipos de crédito. Nele, o desconto das parcelas ocorre de forma automática na folha de pagamento do funcionário público, de trabalhadores de empresas privadas e de aposentados e pensionistas. O valor da parcela não pode ultrapassar 30% do pagamento mensal recebido pelo cliente, sendo essa a margem consignável.

Como a contratação do empréstimo consignado é feita de forma mais fácil por quem recebe um salário fixo todos os meses, muitas pessoas podem solicitar um valor mais alto ou contratar mais de um crédito para ser descontado do seu pagamento. Com isso, o cliente pode se atrapalhar na hora de pagar pelos valores que contratou e ter que refinanciar o seu empréstimo consignado. É uma forma de conseguir pagar pelo valor contratado e, em alguns casos, solicitar mais dinheiro em situações de emergência.

Entenda mais sobre o refinanciamento de empréstimo consignado e veja quando vale a pena solicitar o serviço!

Como funciona o refinanciamento de empréstimo consignado

O refinanciamento do consignado consiste no pagamento do saldo devedor do empréstimo e, junto, na liberação de outro crédito, com novos valores e parcelas. Também conhecido como renovação de empréstimo consignado, o serviço está disponível nos bancos e financeiras que oferecem esse tipo de crédito. Ao invés de contratar outro empréstimo e ocupar ainda mais a margem consignável, o refinanciamento permite quitar o restante do valor em aberto e começar um novo contrato, de forma que esse saldo restante seja distribuído na nova contratação. Veja um exemplo:

Uma pessoa solicitou o empréstimo consignado de R$ 7 mil para pagar em 60 meses. Ela conseguiu quitar 24 parcelas (R$ 2.800), restando 36 meses para o prazo de pagamento ser concluído (R$ 4.200). O banco onde o cliente fez o empréstimo paga esses 36 meses que restam da dívida atual e libera um novo empréstimo de 60 parcelas, concedendo o valor que já foi pago antes do pedido de refinanciamento para o cliente, nesse exemplo R$ 2.800.

Para pedir o refinanciamento do empréstimo consignado, o cliente precisa ter pago, no mínimo, entre 15% e 30% do valor contratado. Após o pedido, o dinheiro é liberado em poucos dias na mesma conta em que recebeu o empréstimo anterior.

Quando é possível refinanciar o empréstimo consignado?

O refinanciamento dessa linha de crédito só valerá a pena nos casos em que o cliente já pagou uma boa parte do consignado, pelo menos 15%. Quem fez apenas os pagamentos iniciais não terá vantagens se refinanciar o empréstimo. A operação é indicada para quem precisa contratar mais uma quantia ou negociar o restante do saldo devedor.

Quais tipos de consignado permitem fazer o refinanciamento?

Todos as modalidades de empréstimos consignados aprovadas e liberadas pelos bancos podem ser refinanciadas, ou seja, aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e militares das Forças Armadas conseguem refinanciar o contrato e conseguir um valor. Veja abaixo o prazo máximo para fazer a renovação do crédito consignado em cada caso:

  • Aposentados e pensionistas do INSS: 72 meses
  • Servidores públicos: 96 meses
  • Militares: 60 meses

Quais bancos fazem a operação?

A Caixa, o Banco do Brasil, o Bradesco, Itaú e Santander trabalham com o refinanciamento do crédito consignado. Além deles, bancos menores como o Banco Pan, o BMG, Daycoval e Agibank permitem que o cliente refinancie um contrato que já esteja em andamento. Em alguns casos, quem solicitou o empréstimo consignado também pode fazer o refinanciamento do valor em um outro banco. Nessa situação, o interessado terá que solicitar a portabilidade da dívida em um novo banco e fazer um segundo contrato. Saiba mais abaixo.

Entenda a portabilidade do empréstimo consignado

Para conseguir o refinanciamento por meio da portabilidade de crédito em outro banco, o cliente precisará ter o cadastro aprovado no local e observar se a troca de instituições valerá a pena para o seu orçamento. Além disso, trabalhadores do setor privado terão que saber se a empresa onde recebe o salário possui convênio com o banco para qual pretende fazer a migração do empréstimo consignado.

Quem é aposentado ou pensionista do INSS consegue fazer a portabilidade e o refinanciamento do consignado de forma fácil para outros bancos, tendo em vista a liberação menos burocrática para esses beneficiários.

Veja também!