Saiba calcular o empréstimo consignado

Publicado:

Aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos, soldados das Forças Armadas e funcionários de empresas privadas conseguem um empréstimo mais barato contratando o crédito consignado. A taxa de juros desse serviço é menor, porque o pagamento das parcelas é descontado diretamente do benefício ou salário recebido pelo cliente, assim, não é necessário emitir boletos e pagar o carnê do empréstimo todos os meses.

Mesmo com juros mais baixos, quem pretende pegar o empréstimo consignado deve calcular o valor com o acréscimo das taxas de juros em diferentes bancos e empresas para encontrar onde fará o melhor negócio. Saiba que as taxas mudam entre o consignado oferecido aos beneficiários do INSS, funcionários públicos e para trabalhadores de empresas privadas. No entanto, é bem simples calcular por quanto sairá o empréstimo. Veja abaixo como fazer!

Como calcular o empréstimo consignado

O pagamento do crédito consignado é feito por meio do desconto automático das parcelas do salário recebido pelo funcionário público ou de empresa privada. Para aposentados e pensionistas, o pagamento da parcela é feito com base no benefício recebido do INSS. Embora seja feito por desconto em folha, há regras para que o pagamento do empréstimo ocorra da forma certa, entre elas está a margem consignável que os bancos e empresas devem respeitar.

Durante a simulação de um empréstimo consignado, os bancos e empresas de crédito não podem estabelecer parcelas maiores que 35% do pagamento mensal recebido pelo cliente, sendo que 5% equivale ao limite de um cartão de crédito consignado. Essas porcentagens correspondem à margem consignável. Para descobri-lá, utilize o valor líquido do salário ou do benefício e multiplique-o por 0,35. Vejamos um exemplo abaixo:

Um aposentado que recebe um salário líquido de R$ 1.500 terá multiplicá-lo por 0,35. Logo, as parcelas do empréstimo não poderão ser maiores que R$ 525, incluindo o limite do cartão de crédito. Sem o cartão, a parcela cobrada no empréstimo consignado será de até R$ 450.

Depois de calcular a margem consignável, o cliente terá que descobrir quanto terá que pagar no total pelo empréstimo consignado ao banco. Para isso, é necessário saber o prazo de pagamento da dívida e a taxa de juros praticada pelo banco para o crédito. Considerando um prazo de 24 meses para quitar o empréstimo consignado, veremos o impacto de duas taxas de juros diferentes sobre o valor de R$ 7 mil. Confira:

  • Para juros de 1,8% ao mês, o valor do total do empréstimo consignado ficaria em R$ 8.682,48, sendo R$ 1.682,48 apenas de juros da dívida.
  • Para juros mensais de 2,5%, a dívida total com o banco ficaria em R$ 9.993,36, ou seja, R$ 2.393,36 a mais.

Perceba que, ao escolher o empréstimo consignado com a taxa mensal de 1,8% ao mês, o cliente economizaria R$ 1.310,88. Por isso é importante calcular as taxas entre bancos diferentes para descobrir onde o crédito sairá mais barato.

Taxas de juros do Empréstimo Consignado

As taxas do empréstimo consignado variam de acordo com a categoria do cliente que pretende contratar o crédito e entre os bancos que trabalham com a linha de empréstimo. No crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS, as taxas de juros variam entre 1,24% e 1,80% por mês. Quem é funcionário público pagará juros mensais de 0,83% a 4,39%, já trabalhadores do setor privado terão que arcar com taxas entre 0,84% e 4,44% ao mês.

Vale lembrar que todos os cálculos feitos com as taxas de juros são simulações, por isso, os valores podem ser diferentes nos bancos, principalmente por conta da cobrança de outros impostos e encargos. Se houver outro empréstimo consignado em seu nome, por exemplo, a parcela liberada será menor, o que aumentará o prazo de pagamento, por isso, fique atento!

Empréstimo consignado ou empréstimo pessoal?

O empréstimo consignado tem taxas de juros mais baixas que o empréstimo pessoal, por isso é importante levar em conta a primeira opção no momento em que precisar de dinheiro extra. No entanto, o crédito consignado só será liberado para quem recebe um salário mensal ou benefício do INSS, enquanto o crédito pessoal pode ser liberado em pouco tempo para diferentes pessoas, como profissionais autônomos, trabalhadores informais e donas de casa.

A KeroGrana libera o empréstimo online para quem precisa de dinheiro rápido e sem complicações. As taxas de juros são a partir de 2,97% ao mês, e o empréstimo pessoal é liberado em pouco tempo na conta bancária do cliente, sem precisar apresentar documentos e assinar contratos de forma presencial. Clique aqui e saiba como garantir seu empréstimo pessoal online na KeroGrana.

*As taxas de juros foram consultadas no site do Banco Central em 07 de julho de 2020 e estão sujeitas a alterações. 

Veja também!