• Home page
  • >
  • Blog
  • >
  • Entenda o empréstimo da Crefisa que não é consignado

Entenda o empréstimo da Crefisa que não é consignado

Publicado:

A Crefisa é uma loja de crédito que empresta dinheiro até para negativados. No entanto, apesar desta facilidade, não é qualquer pessoa que está com o nome sujo que consegue crédito com a empresa, mas apenas servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS.

Apesar da semelhança, este empréstimo não é um consignado, mas sim um empréstimo pessoal. O seu pagamento não é feito diretamente por desconto em folha de pagamento, mas por débito em conta no dia no recebimento do salário ou benefício.

Saiba mais como funciona o empréstimo da Crefisa e entenda se ele vale a pena.

Como funciona o empréstimo da Crefisa

O empréstimo da Crefisa é como um empréstimo pessoal comum, porém, só pode ser contratado por quem é servidor público, aposentado ou pensionista. Pessoas que não se enquadrem nesse perfil, não conseguem o crédito.

Na solicitação, a empresa analisa o seu perfil, sabendo se você cumpre todos os requisitos exigidos para a contratação. Se sim, você apresenta os documentos necessários, assina o contrato e recebe em pouco tempo o dinheiro na sua conta.

Diferente de um empréstimo consignado, os pagamentos são feitos por débito automático em conta corrente, no mesmo dia em que o benefício ou salário é recebido.

O diferencial do crédito da Crefisa é que ele pode ser contratado inclusive por negativados. Assim, quem está com o nome sujo não encontra dificuldades para conseguir o dinheiro.

Boa facilidade, mas que custa bem caro. Enquanto o consignado tem taxas de juros bem baixas por conta do baixo risco de inadimplência, na Crefisa acontece justamente o contrário. Como até negativados contratam o crédito, o risco de inadimplência sobe demais, e assim a taxa de juros fica bem alta.

O empréstimo na Crefisa vale a pena?

Você percebeu que o crédito oferecido pela Crefisa é muito semelhante ao consignado. A diferença, no caso, é que essa empresa não dificulta o acesso ao dinheiro para quem está com restrição no nome, deixando a liberação do crédito muito mais flexível.

Porém, o ponto negativo vem na parte principal do empréstimo: a taxa de juros. A Crefisa tem taxas bem maiores do que o consignado, enquanto há empresas que oferecem este crédito também para negativados a taxas bem menores.

Assim, o empréstimo da Crefisa pode não valer a pena se você tiver outras opções disponíveis, como o consignado que pode ser contratado por negativados. O crédito com a empresa só será bom caso você esteja negativado e não consiga pegar um consignado com nenhuma empresa por essa razão.

Caso contrário, não deixe de tentar pegar o consignado nos diversos bancos e financeiras que oferecem este tipo de crédito. Se você ainda não fez este empréstimo, você terá margem consignável disponível, e não haverá impedimento para a contratação – no caso da empresa também aceitar negativados. Já se você já tiver o empréstimo, você pode, ainda, tentar renovar o crédito e conseguir mais dinheiro sem ter que pagar mais por mês.

Quanto ficaria o empréstimo na Crefisa

A Crefisa oferece uma das taxas mais altas do mercado, tendo a média de 21,48% ao mês (taxa consultada no site do Banco Central em 08/07/2020). Confira abaixo a comparação de um empréstimo pessoal contratado com a Crefisa e um com a KeroGrana.

Crefisa

Valor emprestado: R$ 3 mil
Prazo de pagamento: 15 meses
Taxa de juros: 21,48% ao mês
Valor das parcelas: R$ 681,19
Valor total a pagar: R$ 10.217,85

KeroGrana

Valor emprestado: R$ 3 mil
Prazo de pagamento: 15 meses
Taxa de juros: 2,97% ao mês
Valor das parcelas: R$ 250,75
Valor total a pagar: R$ 3.761,25

Pegando um empréstimo na Crefisa, você paga mais do que o triplo do que você contratou inicialmente. Já se você escolher a KeroGrana, você economiza R$ 6.456,60 em relação ao empréstimo da Crefisa.

Mesmo que você esteja com restrição no nome, não deixe de buscar outras empresas que tenham taxas menores, para que o prejuízo financeiro não seja tão grande. Além disso, você ainda pode pesquisar outras modalidades de crédito, como o refinanciamento de imóvel ou de carro, que podem ser feitos até mesmo por negativados.

Veja também!