• Home page
  • >
  • Blog
  • >
  • Empréstimo consignado do INSS: onde é mais barato?

Empréstimo consignado do INSS: onde é mais barato?

Publicado:

Os aposentados e pensionistas do INSS conseguem um empréstimo mais barato ao escolher o crédito consignado. As taxas de juros são baixas, pois os pagamentos das parcelas ocorrem diretamente do benefício recebido pelo cliente. Além disso, o beneficiário não precisa solicitar o crédito onde recebe o pagamento do seu salário. Ele pode comparar em outros bancos e financeiras e descobrir onde fechará o melhor negócio.

Vale lembrar que as parcelas do empréstimo consignado não podem ultrapassar 30% do valor recebido mensalmente pelo cliente, o que consiste na margem consignável do crédito. Mesmo tendo uma taxa de juros mais baixa para quem recebe do INSS, é importante comparar o empréstimo consignado em mais de uma empresa. Por isso, reunimos os 10 maiores bancos que oferecem o empréstimo consignado e suas respectivas taxas de juros. Confira os valores e veja onde contratar o empréstimo mais barato.

Taxas de juros do empréstimo consignado em 10 grandes bancos

Posição Empréstimo Consignado INSS Instituição financeira Taxas de juros INSS (ao mês)
1 Santander 1,25%
2 Caixa 1,49%
3 Banco do Brasil 1,58%
4 Bradesco 1,65%
5 Banco BMG 1,74%
6 Facta 1,77%
7 Banco Pan 1,77%
8 Banco Agiplan / Agibank 1,78%
9 Itaú 1,78%
10 Banco Digio 1,80%

*As taxas de juros dos bancos foram consultadas no site do Banco Central em 06 de julho de 2020 e estão sujeitas a alterações. 

Como usar o ranking de empréstimo consignado INSS

Quem precisa fazer um empréstimo para melhorar o orçamento precisa avaliar em qual banco solicitará o crédito com a menor taxa e fará uma dívida mais barata. Para isso, o interessado deve escolher pelo menos três empresas diferentes e solicitar uma proposta de empréstimo consignado em cada uma delas. Quando tiver os resultados das simulações, o aposentado ou pensionista terá que escolher o contrato em que o empréstimo ficou mais barato e com um bom prazo de pagamento.

Entenda a importância de escolher a melhor taxa do consignado INSS

As taxas de juros das empresas que estão no ranking são menores que 2% para o empréstimo consignado solicitado por aposentados e pensionistas. Mesmo esse custo sendo baixo, é importante comparar o crédito entre as empresas para encontrar, de fato, o empréstimo com custo final mais barato. Vamos supor que um aposentado precise contratar R$ 5 mil para pagar em 24 meses (2 anos). Veja abaixo quanto ele pagará no banco com a melhor colocação, o Santander, e a instituição com os juros mais altos, o Banco Digio.

Santander

No Santander, a taxa de juros cobrada ao mês sobre o empréstimo consignado para beneficiários do INSS é de 1,25%. Ao contratar o crédito de R$ 5 mil no banco para pagar em 24 meses, o custo final do empréstimo será de R$ 5.818,32. Somente com juros, o aposentado pagará R$ 818,32.

Banco Digio

A taxa de juros do consignado INSS do Digio é de 1,80% por mês. Logo, um empréstimo de R$ 5 mil parcelado em 24 meses sairá por R$ 6.201,60. Nesse caso, os juros somarão R$ 1.201,60 à dívida.

Tendo em vista o resultado dos dois bancos, escolhendo o empréstimo consignado INSS do Santander ao invés do Banco Digio, o aposentado economizaria R$ 383,28. Por isso é importante comparar as taxas de juros antes de fechar o empréstimo com o primeiro banco em que fizer uma simulação.

 O que saber antes de contratar o empréstimo consignado

As parcelas do empréstimo consignado são descontadas diretamente do salário ou do benefício recebido pelo cliente. Quando o valor for depositado pelo INSS, por exemplo, ele será um pouco menor por conta do equivalente da parcela. Na hora de assinar o contrato com o banco ou empresa para a liberação do empréstimo, o cliente precisa levar em conta seu orçamento mensal e descobrir se o desconto da parcela sobre o salário não atrapalhará sua renda pessoal.

É importante ler todas as cláusulas do contrato e observar quais serão os demais impostos e encargos cobrados para solicitar o empréstimo consignado. Todas essas cobranças junto com a taxa de juros formam o Custo Efetivo Total (CET) do empréstimo, que também ajuda no momento de identificar em qual banco o consignado será mais barato.

Veja também!