• Home page
  • >
  • Blog
  • >
  • Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado

Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado

Publicado:

O empréstimo consignado é comercializado por diversas empresas, possuindo diferentes taxas de juros. Ao contratar o crédito em determinada instituição financeira, é possível encontrar, depois, o mesmo crédito a taxas ainda menores. O que fazer nessa situação?

Você não precisa perder essa oportunidade. Fazendo a portabilidade do consignado, você pode aproveitar a taxa mais barata e conseguir pagar menos pelo empréstimo, sem ter que pagar nada por isso.

Portabilidade é quando você continua com o mesmo produto, porém, muda a operadora do serviço. Assim como acontece bastante nos serviços de telefonia, quando você continua com o seu número , mas muda a operadora, a portabilidade também pode ser feita com o empréstimo consignado. Nesse caso, você continua com o seu crédito, mas paga para outra empresa e tem uma nova taxa de juros.

Se você quer aproveitar as boas condições de outra instituição financeira no seu crédito consignado, veja como fazer essa portabilidade.

Como fazer a portabilidade do empréstimo consignado

Abaixo, confira 3 passos para fazer esse processo.

1. Fale com a empresa para a qual você quer mudar

O primeiro passo é procurar o banco ou financeira para onde você quer mudar e falar sobre a sua intenção de fazer a portabilidade. Além disso, pergunte qual será o CET (Custo Efetivo Total) da operação, para saber quanto você pagará a partir da mudança. Assim, você pode fazer a comparação com o CET do seu consignado atual.

A mudança só valerá a pena se o CET da nova empresa for menor do que a atual. Caso contrário, você pagará mais, quando poderia estar pagando menos.

Vale saber que, nesta portabilidade, o pagamento do consignado continua funcionando como foi contratado inicialmente: via desconto em folha de pagamento. O que irá mudar é a taxa de juros. Assim, você consegue diminuir o valor das parcelas ou aumentar a sua margem consignável.

2. Peça o boleto de quitação

No processo de portabilidade, a empresa que está te recebendo irá quitar o seu empréstimo com a outra empresa. Assim, você não deverá mais nada para ela, e apenas para a nova instituição financeira.

Dessa forma, você deve falar com a atual empresa e pedir o boleto para quitar antecipadamente o empréstimo tomado. Depois, entregue o documento para a nova empresa, que comprará a sua dívida, realizará o pagamento, e liberará o empréstimo.

Lembre-se de apenas pedir o boleto de quitação quando o negócio já estiver certo. Se você ainda não tem certeza de que irá conseguir fazer a portabilidade e de que ela é vantajosa, não faça a solicitação.

3. Separe a documentação

Separe, ainda, alguns documentos necessários para este processo. Você deverá levá-los juntamente com o boleto de quitação. São eles:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência (conta de luz, de água, de gás, telefone, ou fatura do cartão de crédito no seu nome);
  • Boleto de quitação.

Tipos de consignado onde a portabilidade pode ser feita

As três modalidades de consignado podem sofrer a portabilidade. O que diferencia o consignado INSS para o privado e público é o lugar para onde será feita a portabilidade.

No ato da contratação, aposentados e pensionistas conseguem pegar o empréstimo em qualquer empresa que ofereça o crédito para este público. Na portabilidade, isso não é diferente, o que significa que a portabilidade pode ser feita para qualquer banco ou financeira que ofereça esse produto.

Em contrapartida, funcionários públicos e de empresas privadas encontram mais dificuldades para conseguir o empréstimo, pois só podem contratar em empresas que oferecem o crédito e que tenham convênio de consignado com as suas empresas empregadoras. Sem esse convênio, o empréstimo não pode ser feito.

Na portabilidade, essa condição se mantém. A mudança pode ser feita, no entanto, apenas para instituições financeiras que tenham convênio com a empresa empregadora.

Para onde fazer a portabilidade

Você pode levar o seu empréstimo consignado para qualquer banco ou financeira que ofereça esse tipo de crédito. No caso do consignado público e privado, a nova empresa precisa ter o convênio com a sua empresa empregadora.

Alguns exemplos de instituições financeiras que têm essa linha de crédito são os cinco principais bancos do país, que são o Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Itaú e Santander, e ainda algumas financeiras, como a Creditas e a BV.

Vale ressaltar que é essencial que você compare as taxas antes de pedir a portabilidade, para conseguir a menor taxa e pagar o mínimo possível.

Por que escolher o empréstimo consignado

Esta linha de crédito é uma das mais baratas disponíveis no mercado, oferecendo, ainda, a possibilidade de portabilidade. Normalmente, as taxas aplicadas são bem mais baixas do que as do empréstimo pessoal, por exemplo, representando um negócio muito mais vantajoso.

Além disso, até mesmo quem está com o nome sujo consegue fazer a contratação, em alguns casos, uma vez que os pagamentos são feitos diretamente por desconto em folha de pagamento. Assim, mesmo se houver um mau histórico financeiro, o crédito pode ser tomado, pois o pagamento é garantido.

Veja também!